Notícias Empresariais

Tweet

Sebrae assina parcerias pela inovação nos pequenos negócios

Acordos com instituições de tecnologia e inovação vão propiciar mais recursos e maior acesso dos empreendedores a ações de P&D



São Paulo - O Sebrae formalizou, nesta sexta-feira (17), um pacote de seis parcerias e convênios com instituições de tecnologia, para estimular a inovação nos pequenos negócios de todo o país. O objetivo é estimular os empreendedores a adotar práticas inovadoras, oferecer suporte técnico para que possam diagnosticar problemas ou melhorar a sua produção e se tornar mais competitivas. As parcerias foram firmadas entre o Sebrae e as seguintes entidades: Sesi-Senai, Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec), Instituto Campus Party e Microsoft-CNI-IEL.



Os convênios foram assinados na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em São Paulo, durante reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), com a presença do presidente Michel Temer, que destacou as iniciativas do Sebrae e a atenção que o Governo Federal, incluindo o Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), vem dando para as pequenas e médias empresas. “Inovar tecnologicamente é desenvolver a indústria”, disse Temer. 



O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, afirmou que um dos principais objetivos dos acordos assinados é a soma de esforços com diversas entidades no campo da inovação. “Os pequenos negócios representam 98% das empresas brasileiras e o desenvolvimento deste segmento passa pelo acesso à inovação, é o que estamos permitindo com base nesses convênios”, afirmou.



Afif destacou a importância da aprovação da nova Lei da Terceirização para estimular os investimentos no universo da inovação das micro e pequenas empresas. “As pequenas empresas estão à frente na esfera da inovação. E, com a terceirização, podem participar ativamente da cadeia produtiva das grandes empresas”, ressaltou. Ele lembrou que a atual legislação no que se refere à terceirização está defasada e não estimula o desenvolvimento do ambiente de negócios no Brasil. “A lei atual utiliza métodos da primeira metade do século passado”, afirmou.



As parcerias formalizadas preveem ações práticas junto às micro e pequenas empresas. Com a Embrapii, por exemplo, permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa em parceria com as instituições científicas, tecnológicas e de Inovação. Já com o Instituto Campus Party, o Sebrae vai criar ambiente favorável ao fomento do empreendedorismo digital em todo o país, além do acordo com o Fortec que garantirá o acesso a tecnologias disponíveis nos Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT).



Na solenidade o presidente da CNI e do Conselho Deliberativo do Sebrae, Robson de Andrade, lançou o Edital de Inovação da Indústria (Senai/Sesi/Sebrae), voltado para o desenvolvimento de projetos inovadores com aplicações industriais. A iniciativa tem o objetivo de estimular as pequenas indústrias e micro e pequenas empresas de base tecnológica na promoção da cultura de inovação, com impacto na produtividade dessas empresas. Uma novidade no edital é a abertura de duas novas categorias: inovação tecnológica e empreendedorismo industrial nos pequenos negócios.



Estiveram na solenidade o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab; a presidente do BNDES, Maria Silvia Marques, o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Eduardo Guardia e dezenas empresários.



Mais informações:



Assessoria de Imprensa Sebrae



(61) 2107-9117/9118



imprensa@sebrae.com.br



Para empreendedores



Central de Relacionamento Sebrae



0800 570 0800


[ voltar a listagem de notícias ]