Publicado em 08 de novembro de 2018

ECONOMIA - O que são FIPs?

Você já ouviu falar sobre FIP (fundo de investimento em participações)?

Esse é tema do novo artigo aqui do blog, reforçando a série de conteúdos que a Intrader e eu, Edson Hydalgo Junior, temos desenvolvido sobre as opções de investimentos que existem hoje no mercado.

Como funciona o FIP?
Essa modalidade de investimento é utilizada por empresas quando estão crescendo e desejam se destacar no mercado, aumentando o seu potencial de investimento. Um jeito de conseguir esse valor necessário é por meio do FIP.

Com essa ação, o investidor compra uma participação na empresa, fazendo com que faça parte na tomada de decisões na companhia, assuma os riscos e consiga acompanhar de perto os resultados.

Normalmente, as empresas que buscam esse tipo de recurso já estão mais desenvolvidas, em fase de expansão ou de reestruturação.

Outra característica desse fundo é que o seu tipo de aplicação se difere da compra de ações, uma vez que o investidor possui uma grande influência sobre a empresa.

Devido a esse fator, o FIP se reduz a investidores qualificados, como sociedades de capitalização, instituições financeiras e pessoas físicas ou jurídicas que podem ter um investimento de, no mínimo, um milhão de reais.

Categorias do FIP

Os FIPs possuem algumas categorias que compõem a sua carteira, conforme a B3:

Capital Semente é o fundo voltado para empresas que possuem limitações devido à receita anual bruta de até R$ 16 milhões. O valor precisa ser conferido no ano anterior ao aporte e não deve ter ultrapassado o limite que foi estabelecido nos últimos três exercícios sociais
Empresas Emergentes são os fundos voltados para a compra de participações em empresas com receita anual bruta de até R$ 300 milhões. Elas também não podem ultrapassar esse limite até os últimos três exercícios sociais.

Infraestrutura e produção econômica intensiva em pesquisa, desenvolvimento e inovação já são os fundos destinados para empresas que possuem atividades ligadas às áreas de transporte, energia, água e outros setores prioritários do Poder Executivo Federal. Esse fundo necessita ter, pelo menos, cinco cotistas e a participação de cada não pode passar dos 40%.

Multiestratégia é o fundo reservado para empresas que não pertencem às categorias faladas acima. Assim, é possível investir até 100% do capital em ativos no exterior

Quais as vantagens de investir em FIPs?

Investir neste fundo é assumir um alto risco, mas, ao mesmo tempo, significa contar com uma série de vantagens.

A gestão profissional é uma delas. Quando em mãos qualificadas esse investimento pode ser o melhor caminho para uma empresa investir, por exemplo.

Outra vantagem de investir neste fundo é a sua participação ativa no empreendimento. Deste modo, o investidor pode acompanhar o crescimento das empresas em carteira sendo ela de capital aberto ou fechado.

Também podemos citar que os FIPs aceitam a participação em múltiplos investimentos fazendo com que exista uma redução do risco global da carteira.

Por último, esse fundo tem um elevado potencial de retorno.

Acredito que com essas explicações você tenha conhecido um pouco mais sobre (FIP).

Acompanhe-nos por aqui. Continuaremos com mais dicas e informações sobre o mundo dos investimentos!

Fonte: Contabilidade na TV


Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se